Como Fazer Supino Sozinho Com Segurança

Supino Com Segurança
Sem Título-3

O supino é o exercício preferido pela grande maioria dos praticantes de musculação. Porém, principalmente para os iniciantes, pode ser um pouco perigoso fazê-lo sozinho por não saber calcular o peso e a força corretamente. As vezes tentamos fazer mais uma repetição e travamos no meio do caminho, e é aí que o parceiro de treino entra para nos ajudar. Porém, sem um parceiro podemos terminar o treino com uma barra presa no peito. 

A primeira pergunta que os iniciantes costumam fazer é: quando estou treinando sozinho devo fazer supino na máquina? Eu não recomendo. A grade diferença entre a barra livre e a máquina é que na barra livre os movimentos são naturais, enquanto nas máquinas fazemos exercícios mecânicos, podendo até prejudicar os ombros. 

Sendo assim, veja algumas dicas que podem ajudá-lo a treinar supino sozinho com mais segurança:

Supino Com Segurança

NÃO EXAGERE NO AUMENTO PROGRESSIVO

Se você está começando e ainda não tem muita noção dos pesos que consegue levantar, procure não exagerar no aumento progressivo da carga que executa. Por exemplo: se hoje você levanta 20kg de cada lado no supino, não coloque mais 10kg de cada lado, pois provavelmente você vai travar. Claro que você sempre deve evoluir e aumentar a carga, principalmente se o seu objetivo é a hipertrofia muscular, porém vá aumentando aos poucos.

Muitas pessoas se negam em aumentar o peso no supino de 2 em 2kg de cada lado. Porém, veja esse cálculo: se hoje você pega 20kg de cada lado, e aumenta 2kg por semana, em apenas um ano você estará levantando 116kg de cada lado. Quantas pessoas você conhece que levantam isso? Então, podemos concluir que o importante é aumentar a carga, nem que seja por uma quantidade mínima, pois qualquer avanço o deixa mais próximo de seu objetivo.

ESCOLHA UM BANCO COM O APOIADOR AJUSTÁVEL

Infelizmente essa opção não é válida para todos, pois em algumas academias os apoiadores de barras são fixos. Porém, se a sua academia tiver um banco onde você possa levantar ou abaixar o apoiador, procure deixar ele o mais baixo que puder. Dessa forma, se no meio do exercício você sente que não vai conseguir completar o movimento, você consegue colocar a barra de volta sem maiores problemas. 

TENHA BOM SENSO

Na maioria dos casos, os acidentes acontecem quando sabemos que estamos esgotados e tentamos fazer mais uma repetição. Sou totalmente a favor de tentar quando temos um parceiro ali ajudando, pois se perdemos a força, ele ajuda a levantar. Porém quando estamos sozinhos, o risco de tentar e ter uma barra presa no peito é muito grande. Tenha sempre bom senso!

COMO ESCAPAR EM ÚLTIMO CASO 

Se mesmo seguindo as dicas você perdeu a força e ficou com a barra no peito, ainda existe um jeito de se salvar sem maiores problemas. Veja no vídeo abaixo como fazer: